Vídeo mostra transexual atacada a pauladas e cadeiradas em lanchonete do DF

0
70

Em Taguatinga Norte, no Distrito Federal, câmeras de segurança de uma lanchonete, flagraram o momento em que a transexual, Jéssica de Oliveira, de 28 anos, foi atacada com pauladas e cadeiradas por um grupo de quatro agressores.

Sem ter dado qualquer motivo para ser agredida, Jéssica acusou os rapazes de transfobia. Além de machucá-la, um ainda tentou assaltá-la após o ato.


Veja também:

(continua abaixo)

Vídeo novo:




(continua abaixo)

Vídeo novo:





“Um chegou pedindo minha bolsa e me recusei a entregar. Aí ele começou com ameaças dizendo que ia me dar um tiro”, relatou Jéssica ao que decidiu entrar no estabelecimento para tentar se proteger. Os rapazes não se intimidaram e entraram atrás dela a agredindo com objetos e chutes.

Na delegacia, de maneira absurda o caso foi registrado apenas como tentativa de roubo na 12ª Delegacia de Polícia, sem a qualificação de crime motivado por transfobia. Jéssica diz ter certeza de que sofreu discriminação por ser trans: “Eles estavam me provocando. Não fizeram questão da bolsa. Falavam para eu virar homem e tomar vergonha na cara”, afirmou ao portal G1.

Ela também contou que que temeu ser assassinada recordando o caso da travesti Dandara, agredida, torturada e morta no ano passado, em Fortaleza: “Quando começaram a me bater, pensei na Dandara na mesma hora. Tive medo de acabar como ela”.

Até agora nenhum dos agressores foi preso.

Confira o vídeo da câmera de segurança que comprova o crime, até agora, ignorado pela justiça brasileira com seus agressores impunes:


Veja também:

Comentários: